Regional

“Ditadura total”: Cinthia defende obrigação da vacina e é detonada nas redes sociais

"Se o indivíduo precisa de um comprovante de vacinação pra ter liberdade, então ele não é livre"

Foto: Reprodução

Seguindo o exemplo de seu mentor, o prefeito João Dória, A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, decidiu que vai passar a exigir a comprovação de vacinação contra a Covid-19, o chamado passaporte da vacina, para entrada e a permanência nos órgãos e entidades públicas municipais. A regra se aplica tanto aos servidores como aos moradores que procurarem os locais para serviços.

A medida foi determinada em decreto publicado na edição da última quinta-feira (13) do Diário Oficial do Município (DOM). O efeito é imediato. Os funcionários públicos municipais têm até 21 de janeiro para apresentar o comprovante ao núcleo de recursos humanos do órgão ou entidade em que estejam lotados.

Ditadura

Nas redes sociais, Cinthia Ribeiro tentou reforçar a mensagem e agarinhar uns louros, mas o efeito foi contrário.

[relatedposts]

“Agora é obrigatório em Palmas o comprovante de vacinação contra COVID19 pra ingresso e permanência nos órgãos públicos municipais. O exemplo tem que começar dentro de casa, discurso e prática alinhados. Servidores e gestão fazendo a sua parte”, escreveu Cinthia.

Os internautas partiram quase que uninamente contra a decisão da prefeita.

“Ainda bem que decreto ñ é lei. LEI é o direito de ir e vir de todo cidadão!! Vamos fazer valer nossos direitos!!”, disparou uma jovem.

“E muito falta do que fazer mesmo”, criticou outro cidadão.

“Ditadura total”, foi mais direito outro internauta.

“Se algum servidor concursado, contratado ou comissionado tomar a vacina por causa dessa obrigatoriedade da prefeita Cíntia e alguém vier a passar mal ter sequela ou vim à óbito, podem entrar na justiça representando contra prefeita que ela vai responder criminalmente. Pois Quem determina a obrigatoriedade é o ministério da saúde”, argumentou outro seguidor.

Outro internauta cobrou a omissão dos vereadores: “Cadê as vossas excelências dos vereadores que permitiu isso?”.

“Se o indivíduo precisa de um comprovante de vacinação pra ter liberdade, então ele não é livre”, disparou mais um.

Confira o post AQUI.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios