Regional

Após críticas da tropa e Associações, Governo exonera comandante dos Bombeiros

Novo comandante terá desafio de resolver insatisfação dos militares

Coronel QOBM Carlos Eduardo de Souza Farias (E) e coronel Reginaldo Leandro da Silva. Foto: Edição Pauta

O coronel Carlos Eduardo de Souza Farias, novo comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado (CBMTO), terá como grande desafio contornar a insatisfação da tropa que culminou com a troca do comando, após a exoneração do coronel Reginaldo Leandro da Silva.

Fontes de dentro da Instituição informaram ao Pauta Notícias que a simples troca do comando não põe fim à insatisfação de grande parte dos militares, que desejam, entre outras demandas, a aprovação do Curso de Habilitação de Oficiais da Administração (CHOA), evitando assim somente a promoção por tempo de serviço, defendida pelo ex-comandante, entre outros.

Essa promoção por tempo de serviço não torna a promoção tão objetiva e serve atualmente como uma moeda de troca com quem quiser apoiar o comando”, disse um militar ao Pauta.

Associações que representam os militares do Corpo de Bombeiros lutaram junto ao antigo comandante pelas mudanças, mas sempre foram ignoradas, tornado assim insustentável sua permanência no cargo.

[relatedposts]

Pesou também dentro da instituição o protagonismo do comandante exonerado na questão da aposentadoria de 25 anos de contribuição para Comandantes Gerais, algo que produziu bastante insatisfação e negatividade por parte dos militares.

Entenda

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, exonerou o coronel Reginaldo Leandro da Silva do cargo de comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado (CBMTO).

O ato foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (13) e não apresenta justificativa para a exoneração nem contém agradecimentos, como é de costume nas funções de maior relevância no governo. A dispensa também não foi a pedido. O secretário-Chefe da Casa Civil, Rolf Costa Vidal, assina a exoneração conjuntamente.
Na mesma edição do Diário, o governador exonerou o coronel Carlos Eduardo de Souza Farias do cargo de Chefe do Estado Maior da corporação e o nomeou como novo comandante-geral.

O novo comandante

O coronel QOBM Carlos Eduardo de Souza Farias nasceu em João Pessoa (PB), no dia 22 de junho de 1977, filho de Luiz Carlos de Farias e Luiza Maria de Sousa Farias. Ingressou na Polícia Militar do Estado do Tocantins no dia 30 de janeiro de 1998 por meio do Curso de Formação de Oficiais pela Academia de Bombeiros Militar do Distrito Federal (DF) de 1998 até 2000.

Em 2007, realizou o Curso de Comando e Estado Maior pelo Corpo de Bombeiro Militar de Santa Catarina (CBMSC). Já em 2016, Farias participou do Curso Superior de Segurança Pública pela Academia Especial Segurança Pública do Ceará.

É graduado em Engenharia de Incêndio e pós-graduado (Latu Sensu) em Gestão de Serviços de Bombeiro pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul-SC) também em 2007.

O coronel já atuou dentro do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO) como comandante 1° Batalhão de Bombeiros (1º BBM) em Palmas de 2008 a 2010; diretor de ensino de 2010 a 2011; coordenador adjunto de Defesa Civil de 2012 a 2015 e comandante operacional de 2015 a 2018.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios