Regional

OAB vai tomar medidas necessárias após apurar caso da advogada que agrediu pessoa com deficiência 

Caso aconteceu em Porto Nacional nesta segunda-feira e gerou revolta nas redes sociais

 

Foto: Reprodução

Em nota, a OAB Tocantins afirma que a Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Ordem foi acionada para acompanhar o caso da advogada que agrediu uma pessoa com deficiência física nesta segunda-feira, 13, em Porto Nacional. As agressões foram por motivos de ciúmes, conforme relato da vítima.

O caso tomou proporção nas redes sociais e revoltou muitos usuários. Conforme relatado por uma amiga da vítima no seu Instagram, Ana Claúdia foi agredida pela advogada, Samara de Paula, minutos depois de seu marido cumprimentar a vítima.

Mais de 100 mil estudantes do antigo EadCom podem resolver pendência de cursos com a Unitins

[relatedposts]

O relato afirma que Ana Claúdia recebeu diversos xingamentos, tapas, arranhões e puxões de cabelo da advogada, até que a vítima foi derrubada ao chão, intensificando as agressões. Imagens que circulam nas redes sociais mostram hematomas em várias partes do corpo de Ana Claúdia, como no rosto, mãos e costas.

A amiga da vítima relata ainda que por ser uma Pessoa com Deficiência, Ana Claudia não conseguiu fugir das agressões. Os braços são fracos e suas pernas não lhe permitiam correr, conforme o relato. “O que limitou a sua defesa ao espancamento”, disse.

Justiça bloqueia mais de R$ 800 mil do Estado para aquisição de ‘dieta enteral’ 

A nota afirma que a OAB é contra qualquer tipo de agressão e que após apurar o caso deverá tomar as medidas necessárias.

Ana Claudia. Foto: Reprodução

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios