Política

Família Abreu e Eduardo Gomes votaram sim para o fundo eleitoral, mas Bolsonaro pode vetar

Senadora Kátia Abreu; Senador Eduardo Gomes; Senador Irajá Abreu

Representando o Tocantins no Congresso Nacional, a senadora Kátia Abreu e seu filho, Irajá Abreu, e o senador Eduardo Gomes votaram sim para o aumento no fundo eleitoral, durante votação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que garante o aumento de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões em 2022. O presidente Jair Bolsonaro disse que deverá vetar o fundo eleitoral

A verba pode beneficiar 32 partidos, sendo que 16 deles devem receber mais de R$ 100 milhões. O projeto foi votado pelo Congresso Nacional na quinta-feira (15). Em um primeiro momento da sessão, o texto foi aprovado pelos deputados. Depois, pelos senadores

Apenas um representante do Tocantins no Congresso Nacional votou contra o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que prevê a ampliação de recursos para o Fundo Especial de Financiamento de Campanha em 2022 para R$ 5,7 bilhões – quase o triplo do registrado em 2018 e 2020, anos eleitorais em que o fundo era de R$ 2 bilhões. (Veja como votaram os deputados e senadores abaixo).

Gov. do Maranhão assina acordo para contrução da ponte entre Filadélfia e Carolina

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios