Política

Bolsonaro pede a Deus proteção à população Cubana e Venezuelana durante regime comunista

O presidente Jair Bolsonaro pede a Deus que proteja a população Cubana e Venezuelana durante esses momentos de protestos contra as ditaduras comunistas que assolam o país. 

Em Cuba, são realizados protestos contra o governo em meio a grave crise e piora da pandemia. A pandemia afetou o turismo e mergulhou a ilha na pior crise econômica em 30 anos. 

[relatedposts]

Os manifestantes foram às ruas em Cuba aos gritos de “liberdade” e “abaixo a ditadura” neste último domingo (11). Marchas foram realizadas na capital, Havana, e em outras cidades. 

Conforme os moradores da ilha, a ditadura comunista vem realizando cortes de eletricidade, e cortes no turismo em razão da pandemia da covid-19. 

Protestos em Cuba

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, fez um pronunciamento em que acusou os manifestantes de serem financiados pelos Estados Unidos e convocou militantes do Partido Comunista a enfrentá-los.

Segundo Bolsonaro, no momento da ditadura comunista cubana ataca duramente o seu povo que pede o fim do regime que o mantém na miséria, sem atraso e até hoje sufoca sua liberdade,” o ditador Maduro promove ataque armado ao PR Juan Guaidó”, disse o presidente Brasileiro.

Integrantes da oposição ao regime chavista na Venezuela disseram nesta segunda-feira, 12, que funcionários fiéis ao presidente Nicolás Maduro invadiram o prédio em Caracas onde vive Juan Guaidó, político oposicionista que se proclamou presidente venezuelano em 2019 durante o impasse político no país.

“Que Deus proteja nossos irmãos cubanos e venezuelanos!”, finaliza Bolsonaro. 

Ditador Venezuelano Maduro; autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios