Regional

Índice de geração de empregos em Palmas supera a média nacional e regional

No acumulado dos cinco primeiros meses de 2021, a Capital do Tocantins registrou 3.140 novos empregos com carteira assinada

 

Obras viárias da Infraestrutura

Autor: Redação/ Edição: Lorena Karlla |

Proporcionalmente, a geração de empregos com carteira assinada em Palmas está melhor que a média nacional e acima da variação da Região Norte. Considerando os dados de janeiro a maio deste ano, Palmas registrou uma variação relativa de 4,41%, enquanto que o índice do Brasil foi de 3,13% e da Região Norte, 2,98%. Observando a variação relativa – comparativo entre o estoque (número de empregos formais) do mês de maio com o mês de dezembro do ano anterior – das capitais, Palmas continua em segundo lugar no ranking nacional, atrás de Cuiabá, que registrou uma variação relativa de 4,98%.

As informações são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, e foram divulgadas no na quinta, 1º de julho. Em maio, Palmas registrou 2.741 admissões e 1.951 demissões, um saldo de 790 novos empregos, com uma variação relativa de 1,08%. Em comparação ao ano passado, o cenário traz uma perspectiva de melhorias, pois Palmas registrou, em 2020, 1.123 admissões e 2.336 desligamentos, um saldo negativo de 1.213 empregos formais extintos.

[relatedposts]

“Na prática, os dados de geração de empregos formais (carteiras assinadas) em Palmas demonstram que a nossa capital está com um desempenho melhor que o nacional e o da Região Norte. O fechamento de mais um mês, com número crescente de novos empregos, demonstram o aquecimento da economia e a tendência de criação de novos postos de trabalho. Os resultados são positivos, principalmente, pois ainda estamos na pandemia, mas com a vacinação, o mercado já demonstra melhoria”, frisa o economista da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Emprego, Marlo Galvão.

No acumulado de janeiro a maio de 2021, que registrou números crescentes de empregos formais, Palmas teve 13.057 admissões e 9.917 desligamentos, um saldo positivo de 3.140 novos postos de trabalho. Considerando o estoque de empregos de 2021, que é o número acumulado de carteiras assinadas, notamos o crescimento de 3,54% na capital tocantinense, comparando o estoque de janeiro, 71.732 empregos, com maio, 74.270 postos.
Por área

Em maio deste ano, seguindo a tendência dos meses anteriores, o setor da construção de Palmas apresentou o maior crescimento proporcional de empregos com carteira assinada, foram 576 admissões e 267 desligamentos, e o maior saldo de novos empregos, 309 carteiras assinadas. Em novos empregos, o comércio gerou 230 novos postos de trabalho e o setor de serviços, 188. Em números menores, mas crescentes, tivemos a indústria com 58 novos empregos e a agropecuária com cinco.

 

Raio-x do emprego com carteira assinada em Palmas – janeiro a maio de 2021
Área Admitidos Desligados Saldo Estoque
Agropecuária 36 22 14 380
Indústria 755 488 267 4.828
Construção 1.846 1.163 683 4.950
Comércio 4.271 3.407 864 18.758
Serviços 6.149 4.837 1.312 45.354
Total 13.057 9.917 3.140 74.270
Fonte: Painel de Informações do Novo Caged

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios