Política

Com medidas sanitárias em vigor, Palmas não terá temporada de praia

Decreto que proíbe a utilização da faixa de areia nas praias continua em vigor; quiosques poderão funcionar com protocolos sanitários

 

Autor: Wédila Jácome com Redação Secom | 

Diante do cenário epidemiológico que ainda exige atenção, pelo segundo ano seguido, a Prefeitura de Palmas não realizará programação alusiva à temporada de praias no mês de julho. O Decreto nº 2.020, de 1º de abril de 2021, que proíbe a utilização da faixa de areia nas praias, continua vigorando.

 

[relatedposts]

A suspensão da temporada não impede o funcionamento dos quiosques e o trabalho dos ambulantes nas praias, desde que os protocolos sanitários sejam respeitados. E para evitar aglomerações, equipes intersetoriais do Município têm estado presentes nesses espaços públicos diariamente, e com mais intensidade nos fins de semana, promovendo ações educativas com os comerciantes. A ideia é que estes sejam parceiros na fiscalização do cumprimento das medidas de segurança sanitária, assim como atuem também na conscientização dos moradores e turistas que visitam as praias.

 

Estratégias

 

Na tarde desta quinta-feira, 24, a Comissão de Monitoramento, criada para acompanhar o cumprimento dos decretos municipais que estabelecem medidas protetivas contra a Covid-19, reuniu-se para definir estratégias de atuação no período de julho. Ações pedagógicas serão somadas ao trabalho de fiscalização. Segundo o presidente da Agência de Turismo (Agtur), Marcio Neres, o trabalho de conscientização será feito entre os comerciantes e a população. “A ideia é intensificarmos as ações já na primeira semana de junho.”

 

Polícia destrói mais de 700 quilos de drogas no Tocantins

 

O presidente da comissão, o secretário-executivo de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais, Gustavo Bottós, explica que as ações são para evitar um possível fechamento das praias, caso o cenário epidemiológico piore. “Caso as orientações não surtam efeitos, poderá haver medidas mais duras.” Mas ele acredita que haverá colaboração por parte dos empresários e da população.

 

A secretária do Desenvolvimento Econômico e Emprego, Mila Jaber, enfatizou que o foco da gestão também é a preservação dos empregos, mas sem se descuidar das medidas de proteção à vida.

 

Além das chefias das equipes de fiscalização da Vigilância Sanitária, Obras e Posturas, Guarda Metropolitana e Trânsito, participaram da reunião os secretários de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais, Carlos Braga, e de Segurança e Mobilidade Urbana, Coronel Alaídes Pereira Machado; e os secretários-executivos da Saúde, Daniel Borini (que preside o Centro de Operações de Emergências em Saúde – COE Covid-19 Palmas), e da Comunicação, Valéria Kurovski.

crédito das fotos: Lia Mara / Prefeitura de Palmas

Queijo clandestino é encontrado e homem é autuado em 20 mil reais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios