Regional

Mais de 180 pessoas receberam vacina contra Covid-19 nas primeiras horas neste sábado, 29 em Palmas

Confira onde e como agendar aplicação; atendimento segue até as 17 horas na região sul e central de Palmas

Autor: Juliana Matos |

Até as 11 horas deste sábado, 29, 185 pessoas compareceram e se imunizaram em um dos dois pontos de vacinação contra Covid-19, na Capital. A imunização segue até as 17 horas, na Unidade da Saúde da Família (USF) 1.206 Sul, na quadra Arse 122, na USF José Hermes, no Setor Sul. Para realizar agendamento, basta clicar aqui.

A vacinação se iniciou às 9 horas sem grande tempo de espera entre os que buscaram se imunizar. Mesmo quem não agendou a vacina e se encaixa em um dos perfis priorizados pela campanha, até o momento, foram atendidos sem delonga.

“Agendei e até achei que ia enfrentar fila, mas foi muito tranquilo e rápido”, disse Euclides Muniz da Silva Júnior, 32 anos, que é hipertenso. Para ele, a vacina significa mais segurança para si e para sua família. “Já me sinto mais seguro com essa primeira dose. Acho que essa vacina significa muito, é como um passo mais perto de uma vida sem essa doença”, frisou ele.

[relatedposts]

A sensação de segurança também é compartilhada pela Alaides Rodrigues, 45, também hipertensa. “Já estou muito satisfeita. É sobre segurança para mim e para minha casa toda”, disse.

Trio é preso com moedas falsas em Porto Nacional

Quem pode se vacinar hoje

Podem tomar a primeira dose as pessoas com comorbidades que tiverem mais de 30 anos; pessoas acima de 60 anos sem comorbidade; pessoas acima de 18 anos que possuam deficiência permanente, insuficiência renal crônica, pessoas imunossuprimidas, grávidas e puérperas, ambas com mais de 18 anos e que tenham comorbidades e/ou demais fatores de risco.

Confira a lista completa de comorbidades e fatores de risco.

Documentos necessários

É necessário levar laudo ou relatório médico comprovando a condição de saúde (original e cópia); documentos pessoais (RG, CNH , CPF), Cartão de Vacina; Cartão do SUS, Caderneta da Gestante (para as grávidas); Declaração de nascido vivo ou natimorto (para puérperas). O laudo original fica retido no local da vacinação.

Segundo a Semus, a documentação apresentada está sujeita à análise dos profissionais de saúde. A ausência da documentação necessária ou o não enquadramento dos critérios do público-alvo implicam no impedimento da aplicação da vacina, reforça a pasta.

Secretaria Municipal de Comunicação de Palmas

Comissão para o próximo concurso da Polícia Civil é formada

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios