Mundo

Inteligência americana afirma que a Covid-19 pode ter surgido de um laboratório na China

Os Estados Unidos pediram nova investigação da origem do vírus

Imagem: Fusion Medical Animation/Unsplash

A narrativa da origem do vírus chinês entrou em xeque nesta terça-feira, 25. Os Estados Unidos (EUA) pediram que investiguem a origem do vírus responsável pela Covid-19. A nova possibilidade leva em conta três pesquisadores de virologia da China que ficaram doentes antes do primeiro caso. 

Conforme apurado pela Agência Brasil, as agências de inteligência dos EUA estão examinando relatos de que pesquisadores de um laboratório de virologia chinês ficaram doentes um mês antes do primeiro caso em Wuhan, em dezembro de 2019. As agências solicitam também que avaliem os “primeiros dias do surto” na China.

Prefeito de Palmeirante visita gabinete de Eudes Assis e relembra amizade iniciada há 10 anos

Segundo relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgado em março, o vírus foi transmitido de um morcego para o humano.  No entanto, essa possibilidade está sendo contestada e os Estados Unidos pedem nova investigação “transparente” sobre a origem do vírus que abalou o mundo inteiro. 

[relatedposts]

“A fase 2 do estudo da origem da covid-19 deve ser lançada com termos de referência transparentes, com base científica e dando aos especialistas internacionais a independência para avaliar completamente a origem do vírus e os primeiros dias do surto”, disse o secretário de Saúde dos EUA, Xavier Becerra, em mensagem de vídeo para a reunião ministerial anual da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Vice-presidente da Câmara, Rubens Uchôa acompanha prestação de contas da saúde de Palmas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios