Política

Sintet vai contra decreto que autoriza o retorno das aulas presenciais “Sem vacina, sem aulas”

Foto: Esequias Araújo/Governo do Tocantins

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet) está entrando com uma liminar contra o decreto do governo estadual que autoriza o retorno imediato das aulas presenciais. “Sem vacinação para todos, não há segurança para a volta às aulas presenciais”, disse o presidente do Sintet, José Roque Santiago.

O Sintet afirma que a gestão da Secretaria Estadual da Educação (Seduc) coloca em risco a vida dos trabalhadores da educação e sugere que, primeiro, o Comitê de Crise do Estado providencie a vacinação da população, para, assim, discutir o retorno das aulas. 

Junto de Bolsonaro, prefeito de Pedro Afonso participa da inauguração da ponte entre PI e MA

Depois do decreto de Carlesse, os presidentes regionais do Sindicato iniciaram uma agenda de visitas às prefeituras dos municípios tocantinenses. As visitas sugerem ainda a manutenção do ensino remoto e o não retorno das aulas presenciais. 

[relatedposts]

“Precisamos neste momento zelar pela vida das pessoas, e é isso que o Sintet está lutando para garantir. Sem vacina, sem aulas” disse o presidente.

Do Tocantins ao Maranhão: Bolsonaro é autuado por descumprimento de regras sanitárias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios