DestaquePolicial

Porta de hospital é quebrada após confusão com familiares de uma paciente que morreu no local

Porta quebrada no Hospital de Augustinópolis. Foto: divulgação

De acordo com a ocorrência da Polícia Militar, a confusão aconteceu na madrugada desta sexta-feira, 21, em Augustinópolis, região do extremo norte do Tocantins. A PM foi acionada por uma pessoa não identificada, informando que a porta da recepção do Hospital Regional de Augustinópolis havia sido quebrada durante um tumulto no local. Na unidade, os policiais encontraram familiares abalados com a notícia de uma mulher havia acabado de morrer.

Segundo uma das filhas da idosa que faleceu, ela e as irmãs haviam passado toda a madrugada no hospital tentando saber notícias da mãe, mas que só após muita demora, o médico autorizou a entrada de uma delas na unidade. Ao perceber que a irmã voltou chorando de dentro do quarto com a noticias que a mãe havia morrido, ela teria tentado entrar no hospital, sendo barrada pelo porteiro do local.

Com isso, ela foi resistente, empurrou a porta de blindex que bateu em um balcão e quebrou. O medico contou para a PM que após a atitude das filhas, ele teria se trancado em uma sala com medo de ser agredido. Pacientes e funcionários que estavam no hospital também se assustaram com o acontecido.

Concurso da Polícia Militar cancelado em 2018 visa ressarcir cerca de 2.990 candidatos este mês

[relatedposts]

O hospital, assim como os outros hospitais estaduais, não possui equipes de segurança. O Sindicato dos Trabalhadores da Saúde do Tocantins enviou um ofício ao secretário de saúde Edgar Tollini cobrando um posicionamento e uma rápida contratação dos serviços.

Nota Secretaria Estadual de Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que lamenta o óbito da paciente citada, porém não é conivente com atos violentos, como o ocorrido na madrugada desta sexta-feira, 21, ocorridos no Hospital Regional de Augustinópolis. A SES informa que não houve feridos e a direção da Unidade acionou a Polícia Militar (PM) e fez o Boletim de Ocorrência (BO) do vandalismo. Ressaltamos que a Secretaria abriu processo para contratação de empresa de segurança para as unidades hospitalares, e o mesmo segue em trâmite licitatório, na fase de análise de documentos dos licitantes.

Após prometer um celular, seqüestrar e estuprar uma menina, homem é indiciado pela polícia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios