BrasilPolítica

Salles é investigado por ajudar madeireiras ilegais

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, está sendo alvo de investigação pela Operação Akuanduba, da Polícia Federal, que busca investigar a possível eliminação da necessidade de documentos que comprovem a origem legal de madeira exportada a partir da Amazônia. 

A PF esteve na casa do ministro em São Paulo nesta quarta-feira, 19, e também em seus escritórios em Brasília e no Pará. Ao todo, foram 35 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo ministro do STF Alexandre de Moraes. 

Proinfra investirá R$ 50 milhões em obras de recuperação e ampliação de infraestrutura viária

[relatedposts]

OS federais informou também que funcionários do ministério e do Ibama operavam um “grave esquema de facilitação ao contrabando de produtos florestais”. O Coaf ainda identificou movimentações suspeitas de dinheiro com trilha que chega ao escritório de advocacia de Salles, que teve os sigilos quebrados.

Salles foi para a superintendência da PF em Brasília cobrar explicações sobre a ação. O ministro classificou a operação como “exagerada e desnecessária”. Mas houve quem tenha ficado feliz. 

Vereadores parabenizam Palmas pelos 32 anos; confira a história da capital

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios