Política

Kátia Abreu solicita a embaixada da China apoio ao frigorífico do Tocantins na exportação de carne 

Em posição de presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, Kátia Abreu (PP-TO), enviou uma solicitação à embaixada da China no Brasil, onde pede uma disposição maior na análise de um pedido de exportação de carnes bovinas para o país asiático de três frigoríficos localizados no Estado do Tocantins. 

A senadora tocantinense, destaca ainda no ofício enviado nesta segunda-feira, 17, a importância da agropecuária em todo o estado, principalmente na geração de emprego e renda. 

“Tenho a satisfação de solicitar ao senhor Embaixador, cuja amizade e parceria tanto estimo, que encareça a especial atenção das autoridades chinesas para os três estabelecimentos”.

[relatedposts]

Eli Borges vota contra o Projeto de Lei que libera o plantio de drogas no Brasil

Em justificativa, Kátia Abreu abordou no documento que atualmente os frigoríficos credenciados já se encontram no limite de sua capacidade de oferta de produtos, e que por isso o aumento dos estabelecimentos brasileiros seria fundamental para atender ao crescimento esperado da demanda do mercado chinês.

Ao embaixador Yang Wanming, Kátia Abreu ainda reitera sua representatividade pelo Tocantins e mostra grande expectativa no crescimento econômico do Estado:  “Fui eleita pelo povo tocantinense para defender os legítimos interesses do mais jovem estado brasileiro, um local com grande potencial econômico e crescente importância para o desenvolvimento sustentável da Amazônia Legal. Conto com o apoio do estimado Embaixador para que possamos aprofundar os laços de cooperação e amizade entre meu amado estado e a querida nação chinesa.”.

Tocantins 

Segundo os dados do Ministério da Indústria e Comércio Exterior, no ano de 2019 comparado a 2018 as exportações de carne bovina produzida no Tocantins deram  um salto de 42,3%. A unidade federativa mais nova do Brasil, tem em seu território uma terra fertil e de grandes oportunidades que contribui com PIB, tendo seu espaço em 8,3%, nos setores na agropecuária, seguida de indústrias e serviços. 

A unidade federativa mais nova do Brasil, tem em seu território uma terra fertil e de grandes oportunidades que atualmente dispõe a soja, carne bovina, milho, farelo de soja, matérias brutas de animais dentre outras carnes e miudezas comestíveis, agarrando grande chance de expansão dos produtos exportados para os principais mercados consumidores da agropecuária como a  China, Espanha, Hong KongEgito.

Eudes Assis apresenta Projeto de Lei que estabelece obrigatoriedade na divulgação de medicamentos

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios