Política

Ator da rede Globo é vacinado em Palmas e pede fora Bolsonaro

 

Humorista Paulo Vieira recebendo vacinação contra a Covid-19. Foto: Reprodução

O humorista tocantinense Paulo Vieira publicou em suas redes sociais, na noite desta sexta-feira, 14, que foi vacinado com a Pfizer contra a Covid-19. Em sua postagem, feita no Instagram, Paulo Vieira diz estar muito emocionado e protesta contra o presidente Jair Bolsonaro. “Fora Bolsonaro!” 

“MUITO EMOCIONADO! #VacinaSim! Vacina para todos! FORA BOLSONARO!”, escreve o ator.  Conforme apurado pela BBC News Brasil, essa semana foi marcada pelo depoimento do gerente-geral da farmacêutica Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, que confirmou aos senadores da CPI da Covid que o governo de Jair Bolsonaro recusou três ofertas de 70 milhões de doses da vacina Pfizer/BioNTech. 

Em 2020, após a Anvisa aprovar a Pfizer, o país recebeu em março a primeira remessa com cerca de um milhão de doses da vacina. “A medida da prefeitura de ampliar para todos os grupos é para não perder as doses da Pfizer que vencem com 5 dias. Segundo eu li no comunicado da prefeitura, isso deve acontecer toda semana na capital”, escreve Paulo.

[relatedposts]

“Pessoas com obesidade que foram infectadas pelo coronavírus têm 113% mais chances de ir ao hospital, são 74% mais propensas a acabarem na UTI e 48% mais suscetíveis a morrer devido à doença”, pontua o humorista.

Conforme a Prefeitura de Palmas, está prevista para a próxima semana a vacinação para o grupo das pessoas com comorbidades que têm idade abaixo de 50 anos. “O que aconteceu agora no fim do dia é que foram abertas exceções (dentro do grupo de comorbidades), porque o primeiro lote do imunizante da Pfizer retirado no almoxarifado do Estado pela @semupalmas para o cronograma desta semana, fica acondicionado entre 2⁰ e 8⁰C no Município e, nesta temperatura, tem validade de cinco dias.”, pontua

Ainda de acordo com a prefeitura, para não perder as doses que vencem neste sábado, 15, foi aberto exceções para o grupo de risco. “Neste sábado, 15, foram abertas exceções àqueles que procuraram a vacina com documento comprobatório. Desta forma, continuam sendo vacinadas contra a Covid-19 pessoas com 50+ com alguma comorbidade comprovada.”, diz. 

Para a nova etapa, a orientação da Semus é que as pessoas inseridas neste grupo organizem os documentos comprobatórios do seu estado de saúde para facilitar o processo de imunização. A faixa etária exata será divulgada nos próximos dias.

Confira os resultados da Primeira Pesquisa de Satisfação da Fundação Pró-Tocantins

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios