Regional

Após óbito de uma gestante, Palmas suspende vacinação de grávidas e puérperas com a AstraZeneca

 

Foto: Divulgação

A vacinação de grávidas e puérperas sem comorbidades com a Oxford/AstraZeneca está suspensa a partir desta quarta-feira, 12, em Palmas. A interrupção atende a uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) enviada na noite desta terça-feira, 11, após o Ministério da Saúde confirmar o óbito de uma gestante que havia recebido uma dose desse imunizante. Ainda não há comprovação da relação do óbito com a vacina.

Para os demais públicos desta etapa, o cronograma segue normal até sexta-feira, 14, nos locais e horários divulgados pela Prefeitura de Palmas. Gestantes e puérperas com comorbidades serão vacinadas somente com a CoronaVac ou Pfizer nos mesmos locais e horários conforme já divulgado. Os detalhes da orientação estão no Comunicado GGMON 005/2021.

Carlesse solicita ao ministro da saúde autorização para vacinar 30 mil profissionais da Educação

[relatedposts]

Documentos necessários

A imunização recomendada (Pfizer ou CoronaVac) para as gestantes ou puérperas com comorbidade deve seguir com a presença de um laudo ou relatório médico comprovando a condição de saúde; documentos pessoais (CPF, RG ou CNH); Cartão do SUS; Caderneta da Gestante para grávidas; Declaração de Nascido Vivo ou Declaração de Natimorto para puérpera.

PF investiga desvio de recursos públicos em Formoso do Araguaia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios