FeaturedRegional

Após requerimento do vereador Eudes Assis prefeitura de Palmas inclui pacientes em tratamento da hemodiálise no plano de prioridade da vacinação

 

Durante sessão ordinária no último dia 13 de Abril, foi aprovado o requerimento do vereador Eudes Assis (PSDB) que solicitava ao chefe do poder executivo municipal a inclusão urgente de pacientes em tratamento da hemodiálise e lúpus no plano de vacinação contra a covid-19, Palmas-TO.

De acordo com o vereador a solicitação se fez devido estas pessoas apresentarem maior risco de ter seu quadro de saúde agravado em decorrência da Covid-19.

[relatedposts]

E nesta sexta-feira, 30, a prefeitura de Palmas, resolveu incluir pessoas com comorbidades para serem imunizadas com prioridade na capital.

Prefeitura elabora ampliação de vacinação e público-alvo deverá apresentar documentação comprobatória

A aplicação da vacina ocorrerá de acordo com o quantitativo de doses a ser disponibilizado para a Capital, sendo que o calendário dos novos grupos da primeira fase preconizada será divulgado em breve.

Fazem parte desse grupo: pessoas com Síndrome de Down; pacientes com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise); gestantes e puérperas com comorbidades, todos maiores de 18 anos; bem como pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), com idade entre 55 e 59 anos, assim como usuários com comorbidades na mesma faixa etária (Veja quadro abaixo).

A diretora da Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Marta Malheiros, explica que todas as pessoas do novo grupo estabelecido precisam apresentar documentos comprobatórios do seu estado de saúde. “Os usuários precisam mostrar exames, laudos, entre outros documentos que comprovem sua comorbidade e quadro clínico”. Com isso, a diretora reforça que esse novo público deve providenciar o quanto antes documentos necessários, uma vez que o calendário da Semus será anunciado assim que o MS disponibilizar as doses.

Vereadores são novamente vítimas de Fake news, Sargento Júnior Brasão registra boletim de ocorrência

O Ministério da Saúde sinalizou que deve distribuir as doses para esse público na próxima semana e reitera que a deficiência deverá ser preferencialmente comprovada por meio de qualquer documento comprobatório, incluindo laudo da rede pública no qual, em interação com uma ou mais barreiras, possa obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.

Esse grupo inclui pessoas com:

1 – Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas.

2 – Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir, mesmo com uso de aparelho auditivo.

3- Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar, mesmo com uso de óculos.

4- Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc. ou particular, independentemente de prazo de validade, que indique a deficiência; cartões de gratuidade no transporte público; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; documento oficial de identidade com a indicação da deficiência; ou qualquer outro documento que indique se tratar de pessoa com deficiência.

Para saber mais detalhes sobre as comorbidades incluídas como prioritárias para a vacinação contra a Covid-19 clique aqui

Motociclista morre em acidente na BR-010 em Palmas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios