FeaturedRegional

Eli Borges comemora aprovação do projeto com a retirada do termo “arranjos familiares” e questões LGBTs

O deputado federal, Eli Borges (SD-TO), em sessão na Câmara, voltou a falar sobre o Projeto de lei 1.943, da deputada federal Professora Rosa Neide PT, que continha um “Jabuti” em seu texto.

No projeto original a deputada petista colocou no texto o termo “arranjos familiares” com o intuito de valorizar as questões LGBT.

Em suma o projeto visa altera o art. 373-A da Consolidação das Leis do Trabalho para dispor sobre campanha de divulgação de igualdade de direitos trabalhistas entre homens e mulheres, bem como estabelece mecanismos educativos e informativos, nos termos exigidos pelos arts. 1º, III, 3º, I, III e IV, 5º, caput e I, 220 e 221, I e IV, todos da Constituição Federal.

Assista:

[relatedposts]

O deputado parabenizou a aprovação do projeto com a modificação feita pela relatora deputada Vanda Milani, na semana passada Eli, solicitou que fosse retirada a expressão “arranjos familiares. Defensor da família, o deputado analisa que é a favor da igualdade nos cunhos empregatícios e familiares, mas a forma escrita “arranjos familiares”, abriria um leque para outros questionamentos que não estavam essencialmente ligados a homens e mulheres; disse.

“Parabenizo o nível intelectual, nível família, nível de conceito do regramento de convivência social entre homens e mulheres. Quero dizer a Vanda que a cada dia mais admiro sua competência, sua visão, perspicácia, de perceber que a família é uma instituição sagrada”; disse o parlamentar.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios