BrasilFeatured

Boletim coronavírus (Covid-19): taxa de ocupação das UPAs diminui nesta quarta-feira, 14

Autor: Redação Semus/ Edição: Lorena Karlla |

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Palmas registraram diminuição na taxa de ocupação de leitos de estabilização, conforme dados do Boletim Epidemiológico Nº 391 desta quarta-feira, 14. A UPA Norte tem taxa de ocupação de 6,5% e a UPA Sul 12,5%. Na terça-feira, 13, os percentuais eram de 22,6% na Norte e 18,8% na unidade Sul.

O documento desta quarta não registrou novo óbito, e a Capital segue com 429 mortes por complicações decorrentes da enfermidade. A taxa de letalidade é de 1,17%. Na Capital foram registrados 114 novos casos de coronavírus, nesta quarta, sendo 61 mulheres e 53 homens. Todos estão em isolamento domiciliar.

Palmas totaliza 149.119 notificações para síndrome gripal, número que inclui casos suspeitos para Covid-19, sendo: 62.817 descartados e 36.742 casos confirmados (números acumulados). Dentre os confirmados, 31.627 pessoas estão recuperadas, após alta de 151 pessoas nesta quarta.

Internações e ocupação hospitalar

[relatedposts]

Em Palmas, 233 pessoas estão internadas por causas ligadas à Covid-19, sendo 130 (55,8%) residentes de Palmas e 103 (44,2%) moradores de outras cidades ou estados.

A taxa de ocupação geral de leitos exclusivos para a Covid-19 é de 71%. Os leitos de UTI, públicos e privados possuem 86,1% de ocupação.  Já os leitos clínicos, públicos e privados possuem 58,2% de ocupação.

Testes e vacinação

Foram realizados 720 testes na rotina desta terça-feira, 13. A Rede Municipal testou 239 pessoas, com três diagnósticos positivos para o vírus. O Laboratório Central do Estado (Lacen-TO) fez 339 exames, 88 positivos. A rede privada e as farmácias testaram 142 pessoas, sendo 23 positivos.

Até o momento, 29.846 doses das vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas em Palmas, 21.361 da primeira dose e 8.485 da segunda dose. A vacinação atual abrange profissionais da saúde, idosos com mais de 67 anos, idosos institucionalizados e cuidadores desses idosos.
Nesta data também completa um ano da morte da assistente social Francisca Romana Chaves, servidora da Secretaria Municipal da Saúde (Semus) e a primeira vítima da  Covid-19 no município e no Tocantins. A equipe da Semus a mantém em sua memória como uma colaboradora que amava o Sistema Único de Saúde (SUS) e que esteve, até o fim dos seus dias, lutando por uma saúde pública de qualidade a todos os palmenses.

Acesse o boletim. 

Mais informações sobre a evolução da pandemia, vacinação e outros assuntos podem ser acessados no site Plantão Coronavírus.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Enviar Mensagem
Envie seu conteúdo agora!
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Pauta Notícias.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios