FeaturedRegional

Em meios a criticas de vereadores, Cinthia Ribeiro diz que prefeitura já gastou 33 milhões no enfrentamento do novo coronavírus  

07/08/2020 – Prefeita Cinthia Ribeiro participa de assinatura para ordens de serviço para a Saúde do CAPsi e reformas de unidades.
Participaram do evento autoridades e a Asecretária de Saúde Valéria Paranagua
Loca: Gabinete do AMA
Foto Edu Fortes

Autor: Redação/ Edição: Lorena Karlla | Publicado em 07 de agosto de 2020 às 20:21

Desde o início da pandemia, a Prefeitura de Palmas já alocou mais de R$ 20 milhões em ações de combate ao novo coronavírus (Covid-19). Durante o anúncio de pacotes de obras na ordem de cerca de R$ 7 milhões para a Saúde da Capital, a prefeita Cinthia Ribeiro apresentou o balanço financeiro parcial relativo ao enfrentamento da Covid-19 na cidade. Até o momento, foram creditados R$ 33.114.652,62 exclusivamente para o combate à Covid-19. Deste total, R$ 19.347.521,02 são recursos próprios do Município e R$ 13.667.131,60 são provenientes da União, sendo que deste valor, R$ 4.967.483,00 são do Governo Federal e o restante são emendas parlamentares.

07/08/2020 – Prefeita Cinthia Ribeiro participa de assinatura para ordens de serviço para a Saúde do CAPsi e reformas de unidades.
Participaram do evento autoridades e a Asecretária de Saúde Valéria Paranagua
Loca: Gabinete do AMA
Foto Edu Fortes

“Nós estamos fazendo o que é preciso ser feito, usando de todos os instrumentos legais. O momento que vivemos é de ter mais compaixão com a vida das pessoas que estão adoecidas e não de fazer politicagem”, ressaltou a prefeita.

Para enfrentar o novo coronavírus, a Prefeitura de Palmas implantou 21 novos leitos de estabilização nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), com respiradores, monitores, desfibriladores, bomba de infusão, usina de oxigênio. Também foram contratados 18 leitos clínicos na rede hospitalar privada; e adquiridos mais de 27 mil testes para a Covid-19 (outros 20 mil testes estão em fase de aquisição).

O município também destinou quatro Unidades de Saúde da Família (USFs) para serem ‘Unidades Sentinelas’ para pacientes com sintomas da Covid-19, e ampliou o horário de atendimento nessas unidades. Para suprir a demanda no atendimento, contratou mais 44 profissionais (10 enfermeiros, 15 médicos e 19 técnicos de enfermagem).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios