BrasilFeatured

Novas ações das Policiais Militares no Brasil garantem tranquilidade nas manifestações pelo país; confira

Nos últimos dias diversas manifestações ocorreram no país, e suas motivações foram inúmeras entre elas as que tinha as bandeiras contra o fascismo e o racismo, reação global provocada pela morte de George Floyd nas mãos da polícia norte-americana, que por sua vez provocou depredações e quebradeiras em diversas nações ao redor do mundo.

Porém, no Brasil a maioria dos manifestantes manteve uma atitude pacífica, e em sua maioria, graças a atitude das polícias militares em se anteciparam e dialogar com as lideranças das manifestações.

Um exemplo claro, foi o ocorrido em Palmas-TO, onde o comando da polícia se reuniu dois dias antes do evento marcado para ocorrer na praça dos girassóis, região central da capital.

Na oportunidade os organizadores e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-TO), discutiram a melhor maneira de condução das atividades que foram desenvolvidas, no local do dia da manifestação.

Participaram da reunião o Comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), coronel Francinaldo Bó, o Secretário Chefe da Casa Militar (CAMIL), coronel Silva Neto, o Integrante da Inteligência da Secretária de Segurança Pública, delegado Gustavo, representante da Organização do movimento, Sr. Pedro e Sr. Lucas, Advogado representante da OAB, Dr. Cristian, Além de advogados populares.

Essa forma bem humana e democrática das polícias em ouvir a comunidade, foram cruciais em garantir a tranquilidade e os direitos fundamentais do cidadão de bem, durante o evento na capital do Tocantins.

Outra intervenção policial de sucesso, foi a ocorrida recentemente em João Pessoa-PB, quando o Major Cavalcanti, Comandante do Regimento de Cavalaria, agiu de forma prudente em dialogar com os manifestantes que realizavam um protesto pelas ruas da cidade contra a proibição dos serviços da construção civil.

Na oportunidade o militar disse que entendia as razões dos manifestantes, mas pediu para que eles revessem os protestos no intuito de evitar as aglomerações, afim de cumprir a lei estabelecida no estado que proibia tais atos.

Assista:

 

Já que a real finalidade dos militares é a manutenção da ordem, prevenindo e combatendo atos de violência, garantindo a integridade física dos manifestantes, e acima de tudo, respeitando os direitos dos cidadãos de liberdade de expressão, exercidos através de manifestos.

Num Estado Democrático de Direito, como o Brasil, a segurança pública deve garantir a proteção dos direitos individuais e assegurar o exercício da cidadania, da liberdade de expressão e do direito de manifestação, preservando a ordem, a segurança e a integridade física e patrimonial.

Em todo o país apenas em duas cidades houveram tumultos, uma em São Paulo e outra em Belém no Pará.

 

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios